sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Resenha As Vantagens de Ser Invisível - Stephen Chbosky


Charlie é um adolescente de 15 anos, solitário que escreve cartas ao um amigo enigmático, ao decorrer de toda a história. Um garoto introvertido, muito ingênuo e inseguro, mas cheio de observações e perspectivas da vida. Charlie sofre por sua timidez e por manter um comportamento antissocial.
Em suas cartas, conta sua rotina e descobertas durante seu período escolar, que aliais é onde a maior parte do enredo da história se desenvolve.

''Não sei se você já se sentiu assim, querendo dormir por mil anos. Ou se sentiu que não existe. Ou que não tem consciência que existe. Ou algo parecido. ''


Charlie sofre com duas grandes perdas, a morte de único amigo Michael que cometeu suicídio e de sua estimada tia Helen, que sofreu um grave acidente de carro quando ele ainda era pequeno. No qual ocorre um grande mistério, que pode ter desencadeado as crises e problemas psíquicos dele. Ele entra em vários períodos de Flash Back do passado que atormentam seu presente.
Sua família é composta por uma irmã com problemas amorosos, um irmão atleta, o pai que trabalha muito e a mãe, típica dona de casa que cuida de todos, uma família comum que ele ama muito.
Por ser inteligente, porém muito neutro, ele acaba atraindo a atenção de seu professor de inglês avançado Bill, com quem constrói um grande vinculo, seu professor diz que ele tem uma grande habilidade em leitura e compreensão, eles então estabelecem um grande companheirismo. Bill faz de Charlie um leitor ainda mais voraz.

‘’Por que as pessoas boas escolhem as pessoas erradas?
A gente aceita o amor que acha que merece. ’’

Charlie tenta se socializar a sua maneira, onde entra em vários dilemas em seu mundo particular, sendo um adolescente solitário ele busca uma forma de participar da própria vida. Tentando descobrir respostas para seus questionamentos.

"Mas porque as coisas mudam. E os amigos partem. E a vida não para pra ninguém. ''
Sua vida pacata da uma grande reviravolta ao conhecer Patrick e Sam na escola onde estabelece uma grande e sincera amizade, pois eles o aceitam como ele é, sendo os dois populares, descolados e não politicamente corretos ele acaba vivenciado novas experiências, como festas, drogas , sexo ,músicas marcantes e se apaixonando pela primeira vez. Sam e Patrick acabam sendo a chave que Charlie necessitava, eles acabam sendo grandes confidentes em sua jornada.

"Você vê as coisas. Você guarda silêncio sobre elas. E você compreende."

Extremamente sensível, ele tenta buscar o melhor lado das pessoas sem julgamentos. Charlie é gentil, puro e inocente tem empatia pelos outros através de seus novos amigos ele começa a ter uma perceptiva sobre sua própria vida deixando de ser invisível para se tornar infinito.

Com amor,
Charlie

Resenha escrita por Shirlene Oliveira, nova resenhista do Blog Morgana das Fadas