domingo, 15 de novembro de 2015

Resenha de A Esperança - Jogos Vorazes - Suzanne Collins

Sejam todos bem-vindos! Bons Jogos Vorazes, e... Que a sorte sempre esteja ao seu favor!
A Esperança é um livro brutal e impactante, não pela violência que há nele, mas pelo que se é levado a sentir no decorrer da história. O desfecho da trilogia distópica de um fenômeno mundial.
A garota em chamas Katniss Everdeen, agora se vê em um grande dilema: ser o Tordo símbolo da revolução. Em um misto de sentimentos como: medo, força, vingança, esperança, dúvidas e dor; ela precisa tomar essa grande decisão e responder as perguntas que estão pairando em sua cabeça: Será que ela vai conseguir trazer Peeta de volta? Será que vale a pena colocar sua família em risco novamente? Será que as pessoas que estão a sua volta, realmente estão do seu lado?

‘’São as coisas que mais amamos que nos destroem’’.

Ao ser resgatada para lendário Distrito 13, e sim ele existe! É composto por rebeldes, antes foi bombardeado pela capital quando eles se rebelaram contra a mesma, que foi atingido na superfície, eles formaram a resistência no subterrâneo, no qual esse abrigo não foi atingido, atualmente liderado por Alma Coin a presidente dos rebeldes e seu fiel aliado Plutarch, o Distrito 13 é forte por produzir armas militares e nucleares.
O Distrito 12 foi totalmente destruído pela capital, pelo seu comandante presidente Snow, onde apenas algumas das pessoas conseguiram escapar do bombardeio com a ajuda de Gale e fugiram para Distrito 13, Katniss fica desolada e se sente culpada, o peso dos fatores é estopim da decisão dela para desencadear a revolução.

Você vem, você vem
Para a árvore
Onde eles enforcaram um homem que dizem matou três.
Coisas estranhas aconteceram aqui
Não mais estranho seria
Se nos encontrássemos à meia-noite na árvore-forca...

Juntamente com Katniss, conseguiram resgatar também Finnick e Beetee, mas infelizmente Peeta, Johanna, Annie ficaram sob o domínio da Capital todos foram presos. O sofrimento e agonia de Katniss é cruel, principalmente ao saber que Peeta está sofrendo nas mãos da capital, ela fica inconformada de a terem deixado lá. Então é formado um plano de resgate pelo distrito 13 com a missão de trazer todos de volta.
Entretanto, quando enfim são resgatados, Katniss descobre que Peeta sofreu uma espécie de telessequestro (lavagem cerebral) e tenta mata-lá.
Se preparando para o eventual momento para atacar à capital, o Distrito 13 começa a usar Katinss através marketing de sua figura simbólica, interrompendo sinais televisivos da capital para mostrar que o Distrito 13 está vivo e que vai atacar quando for possível. Katniss tem dificuldade em entrar nesse papel, para ela o que fez o tempo todo foi sobreviver aos jogos e salvar a sua família.
Katniss é muito espontânea, ela mostrou a povo a força de olhar para o outro de forma empática, independente de qualquer distrito.
Enfim, Katniss é enviada para o ataque à Capital. Em seu esquadrão estão Finnick e Gale, além de Cressida, Pollux e Castor (sua equipe cinegráfica), as gêmeas de sobrenome Leeg, Homes, Mitchell, e Messala todos sob o comando do tenente Boogs e da capitã Jackson. Quando você acha que tudo vai ficar bem, as coisas mudam. Há uma grande reviravolta surpreendente, a guerra se instaura, coisas medonhas acontecem, cenas chocantes e assustadoras.  É de arrepiar, algo cruel e horrível ocorre.
Katniss percebe quem é o real inimigo.
A saga épica deixa vários questionamentos na cabeça do leitor, sobre o sistema e jogo político, oferece uma crítica social bem interessante, promovendo uma boa reflexão sobre a sociedade em que vivemos hoje em dia.


‘’- Você me ama. Verdadeiro ou falso? Eu digo a ele: - Verdadeiro’’.

Resenha escrita por Shirlene Oliveira