quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Resenha "Caçadores de Almas"/ Segredos e Maldições - Ana Beatriz Brandão

Caçadores de Almas - Segredos e Maldições
Autor(a): Ana Beatriz Brandão
Editora: Novo Século
Nota: 10

Obs: Cuidado, pode conter Spoilers 

Serena era uma jovem alucinada por matemática, números, por resolver as questões do mundo, achava que para tudo na vida existia uma fórmula, um cálculo, ela era uma verdadeira “CDF”. Tinha um namorado chamado Alex, estilo surfista, loiro, olhos azuis, lindos de morrer, e segundo ela, só arrumou um cara daqueles por “sorte”; Era um namoro de conveniência sabe, ela o ajudava com os deveres de casa, e ele saia com ela para se divertir.

Tinha uma melhor amiga chamada Briana, que possuía um carro velho vermelho, onde habitavam no ressinto do carro, todo tido de restos de comida, fast food, lanchinhos, coisas que ela geralmente comia, e não jogava no lixo, jogava dentro do carro (imaginem a cor do carro internamente, o cheiro do carro, que lindo que era néh kkkk).

Alex e Briana não se suportavam até Serena aparecer na vida deles, e baixar tipo um decreto de paz entre os dois, para que convivessem bem, pelo menos perto dela, eles eram as pessoas com quem ela mais passava seu tempo.
Considerava-se uma menina com uma vida normal, seu nome era Serena não por nada. Ninguém a tirava do sério, nada abalava suas estruturas. Seus pais eram médicos, sua irmã Cassie, era a melhor aluna em sala de aula, e tinha também Michael, seu irmão mais velho e um advogado muito respeitado. Serena era a única ruiva da família, os outros eram todos loiros, a única coisa que os tornavam iguais eram os olhos verdes de todos em comum.

A vida de Serena era pacata, sua rotina na escola era a mesma, em casa com os pais e os irmãos também, com os amigos, até o dia que ao entrar em seu quarto, se depara com uma frase escrita no meio de suas fórmulas pregadas nas paredes:
“Estamos observando você”
 A princípio ela achou que fosse brincadeira de Cassie junto com os pais e o irmão, que eles queriam lhe pregar uma peça, porém a frase começou a persegui-la, tirar sua paz, Serena começou a ver coisas onde não existiam, coisas das quais ela não acreditava, até que o Sobrenatural aconteceu... 

"É incrível como as coisas podem piorar ainda mais do que já estão. É como chegar ao fundo do poço e descobrir que lá tem um porão"

Cassie foi fazer companhia a Serena por conta de todos esses lances que estavam acontecendo, e que Serena não compreendia. Serena chegou a ser perseguida “segundo ela” por uma pessoa estranha, que também a observava; De repente Serena levanta da cama, e vai até o banheiro, olha bem o seu reflexo no espelho, e qual não é sua surpresa, havia o reflexo de outra pessoa também. Esse reflexo disse do espelho: “Eles estão aqui”, Eles estão aqui, o reflexo disse isso mais de uma vez, como se fosse um alerta a Serena, que não conseguiu compreender bem.

Tudo acontece muito rápido, Serena vê uma pessoa que estava usando uma capa azul e estava parada próxima a ela. Em de um súbito, Cassie é levada da casa aos gritos, Serena é pega de surpresa e também é levada, ao passar pela sala de casa, vê um rastro de sangue e seus pais mortos. Atrás de sua casa havia uma mata aberta, que dava para uma floresta, elas foram levadas para lá. Serena sentia o medo vindo dos olhos de sua irmã mais nova, mais nada podia fazer.

Ao adentrarem a floresta, várias pessoas estavam reunidas no local para onde foram levadas, viu que a distancia de casa era tamanha, mesmo que gritasse por socorro, ninguém ouviria. Cassie foi envolvida em um ritual macabro, seu corpo se contorcia e ela gritava muito; Serena nunca havia presenciado algo assim antes, depois de muito gritar e se contorcer, Serena vê sua irmã Cassie morrer bem na sua frente, e percebe que não tem forças pra lutar ou tentar ajudar, não iria lutar contra algo que era totalmente desconhecido por ela, e sentia muito por sua irmã. Então uma voz dentro de Serena falou:

" Perdeu sua família, perdeu sua única amiga, seu namorado. Não tem mais nada.
Não tem como resistir. Não vai conseguir"

Foi quando ela o viu e o notou...

Ela o tinha visto mais cedo na confusão que se instaurou entre o banheiro e seu quarto, suas feições não esboçavam reação nenhuma, era como se ele não se importasse com tudo o que tinha acabado de ocorrer ali, mas alguém falou seu nome: “Dorian”! Ele se aproximou, enfrentou tudo aquilo que estava ocorrendo ali naquele ritual, onde sua falta de força e energia, não a deixava interagir com tudo aquilo que rolava ali. Ele enfim a salvou de um ritual satânico que não se concretizou; Ele tocou o rosto de Serena, seus dedos eram frios, mas isso era o que menos importava, ela agora estava segura, depois dessa certeza, Serena fechou seus olhos e apagou.
A partir dai, acontecem vários fatos, Serena se torna uma Caçadora de Almas, conhece outros caçadores que se tornam leias (será)? ao destino que acaba cruzando seu caminho, descobre encruzilhadas, descobre o porque de muitas coisas, que no começo só a deixam sem respostas, mas acaba fazendo o Juramento ....

Nota do resenhista:

Caros Encantados do nosso jardim;

Adoraria ter a permissão de contar em detalhes tudo que li e vive nessa história, porém dai pra frente, acreditem, não ia conseguir contar tanta emoção deixando de fora os principais detalhes. Resolvi então parar por aqui por que sério, isso tudo é só o começo. A história tem sim um quê de Frankenstein, umas coisas macabras que a gente adora contar quando acampa numa floresta escura e distante da civilização, ou quando acampa no sitio mesmo.

O que posso dizer de Serena são duas coisas: Foram muitos os momentos de ódio (leiam e vão entender o porquê disso), e foram muitos os momentos que a achei bem legal, bem guerreira, bem Chena kkk (ela conseguiu me conquistar enfim).

O que posso dizer de Dorian: Pena, sinto muita pena mesmo que ele seja um personagem de uma história (vários coraçõezinhos flutuantes), porque na boa, se ele fosse verdadeiro, adoraria encontra-lo por ai, perdido, sozinho, desemparado (tá parei, parei com isso kkkkk).

Sei que esse pequeno trecho irá dar um gostinho em vocês de Cadê o resto, mas faço questão que todos vocês comprem o livro, leiam e tirem suas conclusões, o negócio é babado, confusão e gritaria.


Ana Beatriz, nossa fada, Vip, sem palavras para agradecer por mais essa oportunidade de ler uma história sua, e que nossa parceria continue top, nas alturas fada. Que seu dom seja renovado nesse ano que se inicia. 

Por Vick Duque, editora Morgana das Fadas.